in

Fernando Hugo critica greve dos carros-pipa no Ceará

Fernando Hugo critica greve dos carros-pipa no Ceará. Foto: Máximo Moura

O deputado Fernando Hugo (PP) alertou, nesta terça-feira (07/11), sobre a paralisação dos carros-pipa no interior do Estado que, segundo destacou, tem deixando a população desabastecida de água e passando sede.

“Há pipeiros que estão querendo trabalhar e vêm sendo impedidos por grevistas”, frisou.

O parlamentar lembrou que o Governo do Estado, por orçamento próprio, tem investido em recursos hídricos. Porém, apesar dos esforços há muitas comunidades do Ceará que são totalmente dependentes dos carros-pipa. “A greve dos pipeiros é de grande gravidade. É importante que o Ministério da Integração adote as necessárias providências”, acrescentou.

Responsabilidade
De acordo com Fernando Hugo, a coordenação do trabalho dos carros- pipa cabe ao comando da 10 Região Militar, que gerencia a distribuição das cargas d’água. Porém, ressaltou que a responsabilidade dos recursos repassados pelo Governo Federal é do Ministério da Integração Nacional. “Errou quem culpa diretamente o Exército”, disse.

Irregularidades
Fernando Hugo explicou que no começo do ano, foram identificados várias irregularidades no trabalho dos pipeiros, fugindo às normas de fiscalização através de GPS. “Isso criou uma sistemática mais eficiente do aplicativo G-pipa, controlado por satélite, gerando descontentamento”.

De olho
Ele declarou ainda que está entrando em contato com os militares, para ter mais informações sobre o caso, e sugeriu que a Assembleia devia ir in loco para cobrar uma solução para o problema o mais breve possível.

“Do mal”
Já o deputado Dr.Santana (PT) considerou que a greve quer impedir quem quer trabalhar. “São os pipeiros do mal e devem ser afastados. Não pode haver isso. São algumas pessoas que transformam a seca em negócio lucrativo, às custas daqueles que não têm água para beber”, afirmou.

Grave
O deputado João Jaime (DEM) disse que o mais grave é o volume de recursos gastos, que poderiam ser aplicados em adutoras e poços profundos. “Os governos não conseguem se livrar do carro-pipa que é um grande mal necessário. A água, mesmo tratada, é contaminada nos caminhões. Carro-pipa é transporte doença, consumindo bilhão de reais por ano. Somente no Ceará, são R$ 200 milhões anuais”, informou.

E ainda
O deputado Carlos Felipe (PCdoB) revelou que em Pedra Branca o prefeito gastando mais de R$ 120 mil de recursos municipais. “O atual Governo estadual já perfurou quase 50 % de todos os poços profundos do Ceará. Mas, em muitos locais, não verte água, por conta do solo. O Governo Federal não trata o Nordeste como deveria. Não tem postura responsável, atrasando recursos”, avaliou.

Com informações da AL

Deixe uma resposta

GIPHY App Key not set. Please check settings