in

TRE alerta os eleitores sobre prazo da biometria

TRE alerta os eleitores sobre prazo da biometria. Foto: TRE/CE

O Tribunal Regional Eleitoral chama atenção para o fim das revisões biométricas em 12 municípios cearenses e alerta o eleitores para que procurem os postos de atendimento e evitem o cancelamento dos títulos. A data limite é o dia 31 de outubro. A preocupação da Justiça Eleitoral se justifica diante do número de eleitores que ainda não realizaram a biometria.

De acordo com a coordenadora de administração do cadastro eleitoral, Lorena Belo, mesmo sendo a última semana de revisão, ainda há muitos eleitores que não fizeram a revisão. “Dentre esses municípios, o que mais preocupa o TRE é São Gonçalo do Amarante que já teve o período de revisão prorrogado uma vez e ainda não alcançou percentual de 70% do eleitorado revisado”, afirma.

Os municípios que encerrarão as revisões no próximo dia 31, são os seguintes: Cascavel (56.782 eleitores), Pindoretama (18.254 eleitores), Russas (55.778 eleitores), Palhano (8.532 eleitores), São Gonçalo do Amarante (43.569 eleitores), Santa Quitéria (35.365 eleitores), Catunda (8.807 eleitores), Hidrolândia (16.674 eleitores), Guaraciaba do Norte (33.758 eleitores), Croatá (15.481 eleitores), Jaguaruana (28.244 eleitores) e Itaiçaba (6.918 eleitores).

Documentos
O TRE alerta que os eleitores precisam dos seguintes documentos para tirar o título e realizar a coleta dos dados biométricos: RG ou qualquer outro documento que comprove a nacionalidade brasileira (Ex: Carteira de Trabalho ou carteira emitida pelos órgãos criados por lei federal); certificado de quitação com o serviço militar, para os brasileiros do sexo masculino, com idade entre 18 a 45 anos que for tirar o título pela primeira vez; comprovante de residência.

Impedimentos
Segundo a Justiça Eleitoral, quem não fizer o recadastramento terá o título cancelado. E são muitos os prejuízos para os eleitores em débito com a Justiça Eleitoral. Além de não poder votar nas próximas eleições, ficam impedidos de:requerer passaporte ou carteira de identidade; receber salário e benefícios sociais de entidades públicas ou assistidas pelo governo; fazer parte de concorrência pública ou administrativa em qualquer instituição da União, dos estados, dos municípios ou do Distrito Federal; solicitar empréstimos em qualquer banco ou estabelecimento de crédito subsidiado pelo governo; inscrever-se em concursos públicos ou tomar posse de cargos públicos; renovar matrícula em qualquer instituição de ensino pública ou fiscalizada pelo governo; requerer qualquer documento que necessite da quitação eleitoral.

Com informações do TRE

Deixe uma resposta

GIPHY App Key not set. Please check settings