in

Tribunal de Justiça inicia Semana da Conciliação com mais de 13 mil audiências agendadas

Tribunal de Justiça inicia Semana da Conciliação com mais de 13 mil audiências agendadas. Arte: TJCE

O Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) inicia, na próxima segunda-feira (27), a XII Semana Nacional da Conciliação. A mobilização envolve magistrados e servidores que atuam nas comarcas da Capital e do Interior e prossegue até 1º de dezembro.

O objetivo é promover cultura de paz entre as partes e agilizar a solução de processos que tramitam na Justiça. A abertura acontece às 9 horas, no Fórum Clóvis Beviláqua. Em todo o Estado, 13.907 audiências foram agendadas até as 13 horas desta sexta-feira (24).

Inclusão
Advogados e partes interessados em incluir processos na pauta de conciliação devem acessar o link “Quero Conciliar” disponível no site do Tribunal (www.tjce.jus.br) para se cadastrar. Vale destacar que mesmo após o encerramento da mobilização a ferramenta ficará disponível para a inclusão de processos.

Agenda
Do total de audiências marcadas, 8.239 foram de comarcas do Interior e 4.033 concentradas na Capital, conforme dados do Sistema de Controle de Conciliação (SCONC) divulgados pelo Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec), que tem à frente a desembargadora Tereze Neumann Duarte Chaves, supervisora do órgão.

Este ano, as sessões conciliatórias são preferencialmente referentes a ações que envolvem questões relacionadas a instituições financeiras, concessionárias de energia elétrica, operadoras de saúde e de telefonia celular. Também farão parte multas da Autarquia Municipal de Trânsito (AMC), divórcio, pensão alimentícia, revisional de contratos bancários, entre outras.

Conciliação
Criada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para disseminar a cultura da paz e do diálogo, a força-tarefa é um esforço concentrado da Justiça brasileira para solucionar o maior número possível de litígios por meio da conciliação. Em 2016, o Judiciário cearense obteve o primeiro lugar em conciliações entre todos os Tribunais de Justiça estaduais do país, alcançado o percentual de 25% dos processos que são solucionados por meio de acordos, segundo o relatório “Justiça em Números”, publicado pelo Conselho Nacional Justiça (CNJ), sob a gestão do desembargador Gladyson Pontes, então supervisor do Nupemec.

Com informações do TJCE

Deixe uma resposta

GIPHY App Key not set. Please check settings