Leia também

Acrísio defende que Prefeitura gere alternativas à superlotação nos cemitérios públicos de Fortaleza

Recomendadas

O tema da superlotação dos cemitérios públicos voltou à pauta da Câmara Municipal às vésperas do Dia de Finados, novamente através do vereador Acrísio Sena (PT). Desde fevereiro deste ano, o parlamentar vem cobrando a Prefeitura uma solução para a questão.

“Já tive reunião no início do ano com o coordenador das Regionais da PMF, Renato Lima, e solicitei, mediante requerimento, que fossem apresentadas soluções para problema. Ele me prometeu enviar as respostas por escrito ainda em novembro e resolver as pendências até o final de 2017”, reiterou Acrísio.

Plano
O petista informou que existe um Plano de Ação para melhoria e reforma do Cemitério Parque Bom Jardim, na Regional V, já que os demais encontram-se lotados. O Plano incluiu incinerações, exumações, construção de novos ossários e jazigos. “O requerimento é solicitando a atualização dos dados, para sabermos o que efetivamente foi executado. Afinal, nesta quinta, a população irá visitar seus entes queridos”, disse.

Números
Segundo Acrísio, a questão da superlotação dos cemitérios públicos de Fortaleza é grave. “Só no Bom Jardim há 111 mil corpos e 14 mil ossários, com uma média de 12 sepultamentos por dia. Como alternativas, constam a verticalização dos cemitérios, criação de um crematório público e ativação de possíveis Parcerias Público Privadas (PPP) para cessão de vagas em cemitérios privados”, ressalta.

Audiência
Ainda de acordo com o vereador, há requerimento de sua autoria aprovado na Câmara Municipal para que o tema seja objeto de audiência pública com a participação dos setores diretamente envolvidos.

Leia mais