in

Assassino de radialista achado morto dentro da penitenciária

José Nilson Osterne foi achado morto 5 dias após ser condenado pelo assassinato de Nicanor Linhares

As secretarias da Justiça e Cidadania (Sejus) e de Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), vão investigar, juntas, a morte misteriosa de um pistoleiro acusado de envolvimento no assassinato do radialista Nicanor Linhares. O corpo de José Nilson Osterne Maia foi encontrado, no fim da manhã de ontem, em um banheiro coletivo na Penitenciária Estadual Francisco Hélio Viana de Araújo, localizada no Município de Pacatuba, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

Equipe da Perícia Forense do Estado (Pefoce) deixa a Penitenciária de Pacatuba após examinar o corpo do detento. Suspeitas são de assassinato FOTO: ALEX COSTA

As suspeitas iniciais são de um assassinato, muito embora a Perícia Forense do Estado (Pefoce) ainda não tenha elaborado o laudo definitivo do exame no cadáver do presidiário. O caso chamou a atenção das autoridades pelo fato de Nilson Osterne ter sido encontrado morto menos de uma semana após ser julgado e condenado a 21 anos de prisão pelo assassinato do radialista.

Em nota oficial distribuída à Imprensa, na tarde de ontem, a Assessoria de Comunicação da Sejus informou que “a direção da unidade solicitou a presença dos órgãos da Segurança Pública para a instauração de inquérito e perícia para a apuração da causa da morte”.

Ao deixar a Penitenciária, o perito criminal Ireudo Pereira falou rapidamente com os repórteres que estavam na porta daquela unidade prisional. Segundo ele, apesar de não ter sido concluída a perícia técnica, os indícios apontam para um caso de homicídio. “Ele (o preso) foi encontrado enforcado em um banheiro coletivo, com uma corda que os presos chamam de ´teresa´. A corda encontrada é muito bem feita com lençol, e acredito que uma pessoa sozinha não teria a produzido”.

O perito também acredita que onde o corpo foi encontrado não seria, a princípio, o local que alguém escolheria para dar cabo a própria vida. Em geral, os suicidas procuram dependências isoladas para cometer o ato.

Ainda, segundo o especialista, quando a perícia foi chamada ao local, já encontrou o corpo em rigidez cadavérica, o que indica que o preso faleceu, provavelmente, no começo da manhã. Pereira informou também que iria acompanhar a necropsia a feita na Coordenadoria de Medicina Legal (Comel).

Na última quinta-feira, Nilson Osterne foi levado a julgamento em Fortaleza e condenado a 21 anos de prisão. Segundo o processo, ele participou diretamente da execução do radialista. Nicanor Linhares foi assassinado, com vários tiros, dentro do estúdio da emissora de rádio em que trabalhava, na cidade de Limoeiro do Norte (194Km de Fortaleza), em junho de 2003.

Para a Polícia, o crime foi de natureza política, já que o radialista fazia severas críticas à administração municipal de Limoeiro. Outros envolvidos no caso foram também condenados e dois mortos, entre eles, o pistoleiro José Roberto dos Santos Nogueira, o ´Chico Orelha´.

Diário do Nordeste

Deixe uma resposta

GIPHY App Key not set. Please check settings