in

Amazon começa a testar seu Uber para entregas, o Amazon Flex

As empresas americanas de envio de pacotes provavelmente não vão gostar do novo empreendimento da Amazon. Chamado de Amazon Flex, ele pode ser considerado um “Uber para entregas”. Basicamente o serviço permite que qualquer pessoa use seu próprio smartphone e seu próprio carro para entregar encomendas feitas por clientes da Amazon. E o melhor: ser pago por isso.

Disponível por enquanto apenas na cidade-sede da Amazon, Seattle, o serviço paga aos entregadores entre US$ 18 e 25 por hora (provavelmente dependendo do horário em que eles trabalham). Assim como o Uber, todos eles passam por uma seleção que confere antecedentes criminais, precisam ter pelo menos 21 anos, uma licença válida para dirigir e um celular Android (nada de iPhone por enquanto).

Os membros podem escolher quando trabalham, em blocos de 2 horas, e podem trabalhar todos os dias da semana. Os pacotes entregues pelo serviço são apenas para assinantes do Amazon Prime Now, que promete entregas em até uma hora.

No futuro a Amazon também diz que vai abrir o serviço para entregas por bicicleta e a pé. E dependendo de como os testes se saírem em Seattle, mais cidades serão incluídas, como Nova Iorque, Baltimore, Miami, Dallas, Austin, Chicago, Indianapolis, Atlanta e Portland. Não há uma indicação ainda se a empresa planeja ampliar o serviço para fora dos EUA.

Esse novo serviço com certeza vai ajudar a fazer a Amazon crescer ainda mais, já que o Prime virou uma parte importante da experiência que a empresa oferece – que é a entrega instantânea de produtos comprados. Ao mesmo tempo, ele tem potencial para provocar a ira de empresas como a UPS, FedEx, USPS e outras, que não querem ver seu mercado sendo engolido por qualquer pessoa com um celular e um carro com porta-malas grande.

b9.com.br