in

Após um ano da greve, PMs fazem balanço em assembleia

A reunião vai ser realizada para avaliar os acordos realizados com o governo do Ceará

Após um ano de greve, os policiais militares vão participar de um assembleia, nesta quinta-feira (3), para avaliar os acordos realizados com o governo do Ceará. De acordo com um dos diretores da Associação dos Profissionais de Segurança Pública do Estado do Ceará (Aprospec) Cícero Limas Veras o encontro, que incia às 16h, vai tratar sobre a questão da greve – se vai haver ou não – e dar outras informações da frota.

Ele disse que serão passadas algumas pautas da categoria, como as próximas ações para 2013, principalmente, sobre a violência contra os policiais. Sobre a possível greve,Veras afirma que tudo será decidido na assembleia. “Vamos passar as informações para a tropa. Não tomamos a decisão sozinhos. Colocaremos a questão e vamos ver a viabilidade de fazer ou não a greve”, explicou.

O tenente coronel Albano, responsável pelas relações públicas do Comando da Polícia Militar, desconhece a realização da assembleia.

Dia 3 de janeiro de 2012

Comércio, escolas e postos de saúde. Todos esses lugares tomaram ações desesperadas diante da greve dos policiais, que já durava quatro dias: todos fecharam as portas ainda pela manhã, com medo da insegurança. Com a greve, bandidos aproveitaram a vulnerabilidade na segurança para realizar diversos arrastões nas ruas e avenidas da capital cearense.

A greve foi encerrada somente no dia 4 de janeiro, após cinco dias de paralisação.

 O governador não participou pessoalmente das negociações. Ele delegou a missão para uma equipe técnica e acompanhou o desenrolar do acordo de seu gabinete, de onde era mantido informado pelo procurador-geral do estado Fernando Oliveira.

Redes sociais

As redes sociais como o Twitter e Facebook receberam diversas manifestações sobre a insegurança em Fortaleza. Registro de assaltos, arrastões e até pessoas baleadas foram realizados. Algumas das manifestações brincavam afirmando que o dia 3 de janeiro era o “Dia do Ladrão”.

Greve no interior do estado

A greve também atingiu o interior do estado. De acordo com o repórter Ricardo Lima, os policiais do Ronda do Quarteirão de Sobral pararam integralmente. As 10 viaturas que prestam serviço a população no município estiveram paralisadas dede o dia 29 de dezembro de 2011. De acordo com o Aspramece, os policiais dos municípios de Russas, Limoeiro do Norte, Juazeiro do Norte, Tianguá, Canindé e Caucaia também tinham paralisado as atividades.