in

Bradesco quer pessoas comuns (com comportamentos extraordinários) para carregar a Tocha Olímpica

Histórias dos selecionados serão contadas no Facebook por Pedrinho Fonseca

As timelines estão puxadas. Tá triste, tá tenso, tá até meio burro. É crise econômica aqui, humanitária acolá, moral em toda a parte. E no meio disso, você precisa inserir a comunicação da sua marca. Precisa iniciar uma conversa. Difícil, né?

Redes Sociais não são um território para quem quer segurança. Se estamos atacando e bloqueando o melhor amigo, como você acha que recebemos e tratamos as marcas? Elas vem pra interromper nossos minutos roubados de entretenimento, quando não foram chamadas, ou pior, querendo se enturmar como se fossem da galera usando nossas gírias e memes. São alvos fáceis pro deboche, piadas prontas.

Então uma daquelas gigantes de um dos segmentos com maior reclamação no Procon (quem não quer um componente desses pra dar emoção ao planejamento digital, né?) vem ativar o patrocínio das Olimpíadas.

A Copa tem mais espectadores do que os Jogos Olímpicos. Mobiliza as pessoas, é um hype. Mas como mensagem para construir marcas as Olimpíadas são um filé muito mais saboroso. Qualquer esporte fala sobre superação, foco, desempenho. Mas as Olimpíadas são a celebração do espírito humano por excelência, com centenas de histórias poderosíssimas. Nada mais importante, valioso ou necessário nesse momento.

Que alegria ver então o Bradesco dar um tempo na campanha “Tudo de BRA pra você” para investir em uma comunicação verdadeira, próxima, relevante e inspiradora no digital. A ideia, acertadíssima, de contar as histórias das pessoas comuns com comportamentos extraordinários que carregarão a tocha olímpica foi executada com primor pelo artesão das palavras Pedrinho Fonseca. Confira o post original abaixo, publicado na página da marca no Facebook.

E já está produzindo muito resultado. Pessoas interagindo com a marca, milhares de compartilhamentos, um alcance orgânico que não se atinge com “make my logo bigger”.

b9.com.br