in

Cerca de 1.500 cães receberam coleiras repelentes no Jereissati

O Centro de Zoonoses de Maracanaú já encoleirou cerca de 1.500 cães no bairro Jereissati, desde o lançamento, em 10 de outubro, do “Projeto de Prevenção à Leishmaniose Visceral Canina”, doença mais conhecida como calazar.

A previsão é que até dezembro sejam encoleirados cinco mil cães no bairro e realizados exames para diagnosticar o calazar. As coleiras repelentes serão trocadas a cada seis meses durante dois anos e meio, que totalizam cinco para cada animal. Elas não devem ser retiradas para nada, nem para o banho.

Após o período de teste, serão comparados os exames dos cães encoleirados com os de animais sem a coleira, a fim de comprovar a sua eficácia. O projeto é desenvolvido através de visitas domiciliares pelos agentes de endemias do Município. Mais informações podem ser obtidas por meio do telefone 3392.8620. (JA)

Deixe uma resposta

GIPHY App Key not set. Please check settings